quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Gravadora, Para que?

por Teo Oliver

A gravadoras já tiveram o seu papel no mercado musical….antigamente os equipamentos eram muito caros e complicados de operar. Montar um estúdio não era fácil, gravar e mixar pior ainda.

Nessa época (até os 90), elas tiveram a sua devida importância e eram necessárias(?) para ajudar a realizar o trabalho do artista e divulgar o resultado.

As gravadoras já não tem mais espaço e não é por conta da pirataria, como alguns poderiam dizer…e sim por conta do esquema praticado por elas, que simplesmente não é nada interessante nem para os músicos e artistas nem para o publico.

Hoje em dia com um mínimo de equipamento (computador, software e etc) é possível criar, produzir e gravar as próprias músicas…existem até mesmo cursos de audio (gravação e mixagem) e informações para todo lado na internet. O que antigamente era extremamente restrito aos grandes estudios e grandes técnicos(as) que nao compartilhavam as suas experiencias, hoje é ascessivel a todos.

Com relação a parte de produção executiva, por assim dizer, a gravadora também perde espaço, por que o artista agora pode sozinho organizar sues shows e apresentações...existem leis de incentivo a cultura, redes virtuais e físicas que se dedicam a isso, fora a internet que em matéria de compartilhamento de informações tem uma força muito maior, mais honesta e verdadeira que as gravadoras.

Com a internet e um bom trabalho, a divulgação é muito maior, melhor e mais barata…

Quer dizer, a gravadora perde o motivo de sua existência em todas as instâncias.

0 comentários: