quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Como divulgar a sua banda livremente na internet

por Teo Oliver


Aqui elenco alguns tópicos que podem ajudar bandas a serem ouvidas principalmente pela internet. O foco deste artigo é em bandas independentes, que sentem mais necessidade em serem ouvidas do que vistas. Estas dicas até podem trazer um retorno financeiro, mas o objetivo não é esse. O cenário musical mudou muito nos últimos tempos (ainda bem!). Com o tempo, as gravadoras foram perdendo espaço. Dentre varios motivos, um deles, é por que nem mesmo na parte de distribuição elas conseguirem se fazer úteis ou eficientes, pelo menos, não mais do que qualquer pessoa hoje em dia poderia fazer.

Essas informações vem de alguns anos de pesquisa e colaboração na internet, pincipalmente através deste blog.

1.  Site/blog

Faça um site/blog bem organizado, com release, fotos e com material para download.
É comum entrarmos em sites de banda que não tem nenhuma informação realmente relevante e que apresenta dificuldade para que as músicas possam ser baixadas e ouvidas.

2. Creative Commons


Licencie suas músicas em Creative Commons, Copyleft ou qualquer licença livre que te agrade mais ou que seja mais coerente com a proposta da banda.

Além de você garantir que o seu publico não será processado por baixar e compartilhar as suas músicas, as licencas livres são um convite para que o publico intereja com a música e banda e se sinta livre para baixar e compartilhar.

Deixo aqui alguns links que podem ajudar a estudar o assunto e escolher a licença que melhor se encaixa no seu trabalho.

CreativeCommons: http://creativecommons.org.br/
Copyleft: http://pt.wikipedia.org/wiki/Copyleft


3. Players.

Hospede suas músicas em sites que tenham players faceis de serem incorporados em sites e blogs, isso facilita tanto na contrução do seu proprio site quanto no de terceiros que possam se interessar em compartilhar a sua música. Assim você garante que, caso haja interesse, outros sites possam divulgar sua música facilmente e de forma organizada.

Eu indico muito o Jamendo e SoundCloud. O Jamendo é um site que tem crescido muito e que reúne um biblioteca gigantesca de músicas livres e de altissima qualidade. Além disso, ele da a possibilidade de doar dinheiro para a banda ou pagar para a usar a música comercialmente, caso haja interessa da banda.

O Soundcloud também tem um player de fácil incorporação e utilização. Além disso as pessoas estão familiarizadas com site que também serve como uma especie de rede social para quem quer seguir a banda e saber quando novas músicas foram upadas e etc.

Aqui vão os links:

Jamendo: http://www.jamendo.com/en/
SoundCloud: https://soundcloud.com/

4. Redes Sociais

Faça uma pagina nas redes sociais que são mais utilizadas no momento, principalmente onde você, seus amigos, e o seu publico possam se comunicar, trocar ideias, criticas e etc.

Hoje em dia, infelizmente, a rede social mais usada é o Facebook, mas nos sabemos que as redes sociais tem data para começar e acabar. Enquanto o facebook tiver a relevancia que tem, acho que vale a pena investir um pouco de tempo nele.

Também recomendo o Diaspora, pois, apesar de ser uma comunidade social muito menor, é feita em codigo aberto e livre, e as pessoas interagem de forma muito mais proxima com o conteudo e sem nenhum tipo de censura.

5. Divulgação e boas maneiras

 Kuczynski - Art Needs Help

Divulgue sempre que possivel no maximo de sites, blogues, comunidades, perfis e murais. Mas não fique tentando enfiar goela a baixo, martelando o tempo todo com as informações da sua banda. Isso cansa e faz com que as pessoas percam interesse no seu projeto. Saiba a hora certa e onde colocar um link ou uma informação importante da sua banda. E quando possível, peça autorização para os moderadores e usuários da comunidade para divulgar a sua banda.

Envie os links da sua banda para sites especializados, em geral você não vai ter resposta, mas as vezes, alguns sites são gerenciados por pessoas que realmente se interessam por música e caso achem o seu projeto verdadeiramente interessante, vão divulgar e fazer uma nota sobre o seu trabalho por lá.

Pensamentos finais:

Seguindo todos esses passos, você convidada o seu publico a ouvir, baixar e compartilhar as suas músicas sem culpa e cria uma proximidade muito maior com ele.

Ja se foi o tempo que as bandas tinham legiões de fans ensandecidos correndo atras. E não se engane, isso é otimo! Agora existe espaço para que todos mostrem seu trabalho e para quem gosta, se informar e interagir com o ele. Não é necessario quantidade e sim qualidade de público. Pensar que tocar num estadio lotado tem a ver com reconhecimento e compreensão da sua arte é ilusão. A ideia (pelo menos a minha) não é criar um massa de fans que mal escutam a sua música mas que são fieis e loucos pela banda, mas sim criar uma relação verdadeira e próxima com pessoas que realmente se identificam com a sua música e que tem algo a acrescentar ao seu trabalho. Chega daquela velha relação de mão unica, na qual a banda vomita as musicas, as pessoas aceitam, compram uma camiseta e acham o máximo. Legal é uma relação de mão dupla, onde existe um troca verdadeira do publico com os músicos.

Este texto pode (deve) ser copiado, modificado e etc. Créditos são sempre bem vindos, mas não necessários caso julgue que não é conveniente.

Obs: Em geral, eu não gosto muito de "passo a passo" e tutoriais, ainda mais quando se trata de arte. É claro que esse texto tem informações muito relevantes e ajuda a organizar o pensamento de quem esta tentando achar alternativas para divulgar a sua arte, mas além destas, tente achar o seu caminho, reflita sobre o que foi escrito aqui e acha a sua forma de atingir e interagir com o publico. Crie o seus proprios metodos e soluções, cada trabalho é unico, e por tanto, pode exigir uma forma única e diferente para conseguir um lugar nesta imensidão de informações que a internet nos disponibiliza. E tenha em mente que hoje, finalmente podemos mudar o paradigma de competição para colocabração e compartilhamento. Não ha mais espaço para passividade, deixemos de ser apenas "consumidor/aprecidor" passivo ou "produtor ativo" e sejamos os dois ao mesmo tempo. Assim todos seremos criadores e contribuidores de tudo o que nos cerca, seja arte, politica ou qualquer outro meio que faça parte da nossa cultura. Logo mais pretendo escrever mais sobre este assunto também...e por favor, todos os que quiserem contribuir, sintam-se a vontade para deixar o seu comentario, me mandar e-mails, compartilhar informações e etc.

2 comentários:

shop music marketing disse...

Muito bom post, dicas úteis !

CANJATUBE disse...

MÚSICOS E PROFISSIONAIS DO SETOR PRODUTIVO DA MÚSICA

Poste seus Vídeos, suas Músicas e seus Classificados de Graça no

http://www.canjatube.com/home.php